"Eu estudo inglês faz anos, mas não sou fluente"

Durante esses mais de 10 anos como professora de língua inglesa, tanto no Brasil como nos Estados Unidos, eu ouvi de varias pessoas a pergunta: como posso fazer para ser fluente? Eu conheci pessoas que moram nos EUA ha mais de 20 anos, e ainda não dominam o idioma. Como pode alguém morar em um pais cuja língua e' o inglês e não aprender o idioma? Não so pode, como acontece com varias pessoas que imigraram para a America do Norte, tanto do Brasil como de vários outros países do mundo.

E' verdade que, em muitos casos, ha alguma deficiência de aprendizagem, mas não em todos os casos. Se uma pessoa imigra para um pais de língua inglesa, mas so convive com pessoas que falam língua portuguesa, por exemplo, essa pessoa não ira' praticar o suficiente para tornar-se fluente em inglês. Do mesmo modo, você pode frequentar TODAS as aulas de inglês oferecidas na escola, bem como fazer um cursinho de língua inglesa, mas se não se dedicar durante o restante da semana, sera bem difícil atingir fluência.

Hoje em dia e' relativamente fácil escutar inglês "nativo" e treinar o ouvido - você pode assistir filmes em inglês e trocar a legenda para inglês também, assim você associa as palavras com a pronuncia. Você pode escutar musicas em inglês e traduzi-las. Você pode entrar em salas de bate-papo virtual e fazer amigos que falam inglês. E' claro que e' super útil ter acesso 'a internet para facilitar esses processos.

E' importante, também, estudar a gramática da língua inglesa. Estudar regrinhas e' chato, e conjugar verbos e' mais chato ainda, ne? Mas esses são males necessários que, no final, vao ajuda-lo a falar corretamente. Saber um pouco de gramática de sua própria língua materna ajuda com a aprendizagem de um segundo idioma, sabiam? Afinal, se você sabe o que e' um substantivo e um adjetivo em português, você saberá identificar substantivos e adjetivos em inglês, e sera mais fácil entender que adjetivos não flexionam, ou seja, não mudam de gênero nem vao no plural!

A boa noticia e' que inglês e português tem muitas semelhanças, começando pela ordem de uma oração: Sujeito + verbo + objeto. Ha idiomas cuja ordem e' diferente. As vezes o verbo vai no final da sentença; as vezes, no inicio. No's brasileiros temos a vantagem de falar as coisas quase sempre na mesma ordem que os falantes de inglês nativos:

Ela ama você

She loves you

Ambas as frases acima respeitam a ordem Sujeito (ela/she) + verbo (ama/loves) + objeto (você/you)

E' verdade que a coisa muda quando fazemos perguntas, mas a ordem geral e' geralmente a mesma. Outro aspecto interessante e' que o inglês também tem muitas de suas palavras com origem no latim. Ha' muitas palavras que são semelhantes, e devemos utilizar essas semelhanças para nos ajudar com a aquisição de vocabulário. E' claro que também ha os falsos cognatos! E quem já não tentou falar uma palavra em inglês que parecia ser o que não era?

No Instituto de Idiomas California, ofereceremos aulas para quem já' estudou inglês o suficiente, e gostaria agora so' de "treinar o ouvido e afiar a língua". Você ira aperfeiçoar seu inglês em Natal batendo um bom papo e tomando um cappuccino. Delicia, ne?